Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

zassu

17
Nov22

Versejando com imagem - Saudade, de António Pereira

VERSEJANDO COM IMAGEM

 

SAUDADE

Almeida_Júnior_-_Saudade_(Longing)_-_Google_Art_P

Saudade é um parafuso

Que na rosca quando cai,

Só entra se for torcendo,

Porque batendo num vai

E enferrujando dentro

Nem distorcendo num sai.

 

Saudade tem cinco fios

Puxados à eletricidade,

Um na alma, outro no peito,

Um amor, outro amizade,

O derradeiro, a lembrança

Dos dias da mocidade.

 

Saudade é como a resina,

No amor de quem padece,

O pau que resina muito

Quando não morre adoece.

É como quem tem saudade

Não morre, mas adoece.

 

Adão me deu dez saudades.

Eu lhe disse: muito bem!

Dê nove, fique com uma

Que todas não lhe convêm.

Mas eu caí na besteira,

Não reparti com ninguém.

 

Saudade é a borboleta,

Que não conhece a idade.

Voando, vai lá, vem cá,

Misteriosa, à vontade.

Soltando pêlo das asas,

Cegando a humanidade.

 

Quem quiser plantar saudade

Primeiro escalde a semente.

Depois plante em lugar seco,

Onde bata o sol mais quente.

Pois, se plantar no molhado,

Quando nascer mata gente.

António Pereira, o poeta da saudade

eb6b72e67a-1627549401_0.png

Nota - Conhecido como o poeta da saudade, Antônio Pereira nasceu a 13 de novembro de 1891, no sítio Jatobá, hoje município de Itapetim, onde viveu até a morte, a 07 de novembro de 1982. Violeiro e poeta popular, ele mal assinava o nome e nunca fez da arte a sua profissão, tendo sobrevivido como modesto agricultor.

Antônio Pereira participava de jornadas de improviso apenas com os amigos e os seus versos sobreviveram ao tempo porque eram repassados verbalmente pelos seus admiradores que os decoravam. Em 1980, com a ajuda de amigos, publicou seu único folheto, “Minhas Saudades”, uma coletânea de sua poesia.

(Fonte:-  forrobodologia -  Besta fubana)

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub