Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

zassu

19
Mai20

Poesia em tempos de desassossego - Nihil, Antero de Quental

 

POESIA EM TEMPOS DE DESASSOSSEGO

 

NIHIL

homeless-845752_1920

Homem!

Homem! Mendigo do Infinito!

Abres a boca e estendes os teus braços

A ver se os astros caem dos espaços

A encher o vácuo imenso do  finito!

 

Porque sobes à  rocha de granito?

Porque é que dás no ar tantos abraços?

E cuidas amarrar com férreos laços

Um reflexo da sombra de um espírito?

 

Vê que o céu, por escárnio, a luz nos lança!

Que, à tua voz, a  voz da imensidão

Responde com imensa gargalhada!

 

A ideia fechou a porta à esperança

Quando lhe foi pedir agasalho e pão....

Deixou-a cara a cara com o Nada!! ..

 

Antero de Quental

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Aqui há coração

    Poesia em cada palavra.

  • Anónimo

    Depois de ler o texto e do qual gostei imenso (poi...

  • Anónimo

    Depois de ler o texto e do qual gostei imenso (poi...

  • concha

    Herberto Helder! Tão Grande

  • Anónimo

    Um lindo poema cheio de nostalgia.Gostei muito.Par...

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub