Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

zassu

08
Fev18

Poesia e Fotografia 580

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

IDENTIFICAÇÃO


Desta terra sou feito.
Fragas são os meus ossos,
Húmus a minha carne.
Tenho rugas na alma
E correm-me nas veias
Rios impetuosos.
Dou poemas agrestes,
E fico também longe
No mapa da nação.
Longe e fora de mão.


S. Martinho de Anta, 17 de Setembro de 1987

2018.- S. Sebastião (Couto de Dornelas, Lousas, C

07
Fev18

Poesia e Fotografia 579

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

COMUNHÃO


Não paro, nem sossego.
Nasci assim, aflito.
Morro e ressuscito
Em cada hora.
A paz não mora
No meu coração.
Quando vem,
Traz também
Não sei que disfarçada inquietação.


E os versos o dizem.
Cada poema é sempre um desespero
Impaciente
Que de repente
Quebra o cadeado.
Um desespero tão desesperado
Que já nada limita.
Um grito de alma, que necessita
De ser ouvido e ser compartilhado.


Coimbra, 14 de Agosto de 1987

 

maxresdefault-9-1030x579.jpg

06
Fev18

Poesia e Fotografia 578

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

PASMO


Não mudes nos meus olhos, Alentejo!
Continua despido e abrasado,
Castamente lavrado
por altivos poetas confiados,
Que te refrescam de suor
E amor
A sonhar à rabiça dos arados.


Campo de Ourique, 11 de Agosto de 1987

2033a2eb6c2e634cb3d2aac60c6543dc--travel-hotel-por

05
Fev18

Poesia e Fotografia 577

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

REMINISCÊNCIA


Acordo a ouvir o mar.
Que música remota
Me lembra esta de agora?
Inquietação sonora
A que outrora
Não resisitia
A vontade avisada,
Quando, ousada,
Partia
No barco da aventura imaginada...


Oura, 7 de Agosto de 1987

anchor-and-sail1.jpg

04
Fev18

Poesia e Arte 69

 

 

 

POESIA E ARTE

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

EVOCAÇÃO


Recordar...
Com saudades, lembrar
Os dias de sol claro
E alma clara,
Que passaram.
Ver-te bonita como então eras,
Sempre igual nas diversas primaveras que floriam
à volta do teu púdico sorriso.
Memorar o perdido paraíso
Onde nunca pecámos,
Nem instintivamente,
Nem seduzidos pela serpente,
Na cândida inocência de aprendizes,
E, castos, nos danámos, a sonhar
e a recitar
Poemas de poetas infelizes.


Coimbra, 14 de Julho vde 1987

image-003.png

 

03
Fev18

Poesia e Fotografia 576

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

NA GRUTA DE CAMÕES


Tinha de ser assim:
O primeiro
Encoberto
Da nação.
Tudo ser bruma em ti
E claridade.
O berço,
A vida
O rastro
E a própria sepultura.
Presente
E ausente
Em cada conjuntura
Do teu destino.
Poeta universal
De Portugal
E homem clandestino.


Macau, 10 de Junho de 1987

32120043023_1afb542391_b.jpg

02
Fev18

Poesia e Fotografia 575

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

ERRÂNCIA


A voar por cima de Samarcanda,
Aceno à súbita memória
De meus avós almocreves
Que, por acaso, nunca aqui passaram
Quando iam ao Porto
Em machos guizalheiros,
E onde comiam tripas,
A buscar as especiarias de lá.
De primeira classe, num avião francês,
A enjoar champanhe e caviar,
Vou a Macau falar de Camões.
Em nome dele, e por eles,
Obreiros dum império de ilusões,
Vou, como novo andarilho,
Garantir ao futuro que Portugal
Terá sempre o tamanho universal
Da infinda inquietação de cada filho.


A voar por cima de Samarcanda, 5 de Junho de 1987

Samarcanda_PlazaRegiston.jpg

01
Fev18

Poesia e Fotografia 574

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

REPTO


Aceito o desafio.
Que poeta se nega
A um aceno do acaso?
Tenho o prazo
Acabado,
O que vier é ganho.
Na lonjura
Da última aventura
É que a alma revela o seu tamanho.


Extremo Oriente da inquietação,
Lá vou!
A quê, não sei,
Mas lá descobrirei
Que razão me levou.
Lá, onde tantos que me precederam,
Se perderam,
E aprenderam, na perdição,
Que só é verdadeiro português
Quem, um dia, a negar a humana pequenez,
Se inventa e se procura
Nas brumas do mar margo da loucura.


Coimbra, 2 de Junho de 1987

Japan%20-%20Floating%20Tori.jpg

Pág. 3/3

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Aqui há coração

    Poesia em cada palavra.

  • Anónimo

    Depois de ler o texto e do qual gostei imenso (poi...

  • Anónimo

    Depois de ler o texto e do qual gostei imenso (poi...

  • concha

    Herberto Helder! Tão Grande

  • Anónimo

    Um lindo poema cheio de nostalgia.Gostei muito.Par...

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub