Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

zassu

18
Fev18

Poesia e Fotografia 589

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

PESADELO


Memória do passado.
Quem pudera apagá-la
Neste cais deserto!
Nenhum cabo do mundo descoberto,
Nenhum convés dee aventura.
Um Tejo sem vocação
De caminho da Nação
Para o mar e a lonjura.


Lisboa, 20 de Abril de 1988

Cais_das_colunas.jpg

17
Fev18

Poesia e Arte 70

 

 

POESIA E ARTE

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

EQUÍVOCO


Digo aos deuses os últimos sarcasmos.
Herético até ao fim.
Mas os deuses sorriem lá do alto
Condescendentes.
Eles sabem que impotência
E reverência
Há nas minhas plavras insolentes.


Coimbra, 14 de Abril de 1988

hera.jpg

16
Fev18

Poesia e Fotografia 587

 

 

POESDIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

PRESERVAÇÃO


Fiéis, as minhas flores,
Azáleas, rododendros, pionias,
Quiseram que estes dias
De treva e de paixão
fossem alegres como a natireza.
De maneira discreta,
Abriram na tristeza
Do meu coração
com tal beleza,
Que a pura gratidão
Manda o poeta
Preservá-las assim,
Festivas
E votivas,
Num mais perene e mágico jardim.


S. Martinho de Anta, 30 de Março de 1988

peonies-flowers-flowerbed-sunny-green-garden.jpg

 

15
Fev18

Poesia e Fotografia 587

 

 

POESDIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

LEGADO


Já não digo a palavra que te prometi.
Não há mais tempo, vai anoitecer.
Ouve-a, pois, no silêncio que te deixo
Como herança.
Nele, pulsam todos os versos
De que gostares,
Meus ou doutro poeta, não importa.
O que é preciso é que não esteja morta
No teu coração
A pungente saudade
Das horas que tivemos.
Horas de eternidade,
Se souberes recordá-las como as vivemos.


Coimbra, 20 de Março de 1988

64083b01d36f9545a5d6eca36bc0de5f.jpg

14
Fev18

Poesia e Fotografia 586

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

CONTRASTE


Mar sem respiração.
Mansidão
De prado
Sobrevoado
Por asas inquietas.
Como os poetas
As gaivotas são
A vida em diligente movimento.
Vida com ondas de ressurreição
Erguidas pela angústia e pelo vento.


Figueira da Foz, 21 de Fevereiro de 1988

animal-2105435_960_720.jpg

13
Fev18

Poesia e Fotografia 585

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

MARINHA


O mar salga os leixões, ossos da terra
Expostos
À luz do dia triste,
Alentejano.
Seca-lhes o tutano
Um vento regelado.
Não há gaivotas, nem velas,
Nem lembranças delas.
E o sol é como um pobre envergonhado.


Porto Covo, 14 de Fevereiro de 1988

c6e3658cf8d0669e75c3ba9d20429809--covo-portugal-po

12
Fev18

Poesia e Fotografia 584

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOSA DE MIGUEL TORGA

 

 

ESPÓLIO


Tantas palavras que te disse outrora,
E não me lembro agora
De nenhuma!
As que de ti
Ouvi,
São também bruma
no meio entendimento.
Que me ficou daquelas horas cheias
Dum sentimento
Que era sangue a ferver nas minhas veias
E doirava de sol cada momento?


Coimbra, 2 de Fevereiro de 1988

04-Mont-Blanc-with-the-Hat-59f3481a57071__880.jpg

11
Fev18

Poesia e Fotografia 583

 

 

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

NATAL


Nasci mais uma vez,
Menino Deus!
Não faltes, que me faltas
Neste inverno gelado.
Nasce nu e sagrado
No meu poema,
Se não tens um presépio
Mais agasalhado.


Nasce e fica comigo
Secretamente,
Até que eu, infiel, te denuncie
Aos Herodes do mundo.
Até que eu incapaz
De me calar,
Devasse os versos e destrua a paz
Que agora sinto, só de te sonhar.


Coimbra, 24 de Dezembro de 1987

Birth-Of-Jesus-1.gif

10
Fev18

Poesia e Fotografia 582

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

RESUMO


De nada fiz o todo dos meus dias
E dei à vida a freima de a viver.
Inutilmente, embora, quis honrá-la
Como se de um sagrado dote se tratasse.
Agora, posse ter a paz cansada
De quem lucidamente foi fiel
Ao seu destino:
Impuro, a oficiar nas aras da pureza,
Sonâmbulo, a tactear a natureza,
E agonizante já desde menino.


25 de Novembro de 1987

waarom-voelen-slaapwandelaars-geen-pijn-als-ze-gek

09
Fev18

Poesia e Fotografia 581

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

 

INSPECÇÃO


Meu corpo, meu versátil senhorio,
Ora a estuar de vida, ora doente.
Meu corpo, meu dilema permanente,
Minha baça incerteza.
Meu corpo, pobre e única riqueza
Que levarei comigo
Quando partir.
Meu corpo, meu supremo desengano,
E meu gosto carnal de me sentir
Humano.


Coimbra, 15 de Outubro de 1987

2c81ee41dec80c8ee3c8f7b7936bc1.jpg

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Aqui há coração

    Poesia em cada palavra.

  • Anónimo

    Depois de ler o texto e do qual gostei imenso (poi...

  • Anónimo

    Depois de ler o texto e do qual gostei imenso (poi...

  • concha

    Herberto Helder! Tão Grande

  • Anónimo

    Um lindo poema cheio de nostalgia.Gostei muito.Par...

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub