Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

zassu

11
Set17

Poesia e Fotografia 452

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

RELATO


Foi longo o meu caminho de poeta,
Com versos de agonia demorada.
A vida imaginada
Paralela
À outra, acontecida.
E ambas a enfunar a mesma vela
Já sem rumo à partida.


Os áugures previam,
Os mapas ensinavam,
A bússola apontava…
Mas faltava-me a fé das almas confiadas.
Teimoso, repetia
A pergunta inquieta que fazia
Ao vazio das horas navegadas.


Que certa direção
Dar ao timão
Numa viagem sem qualquer sentido?
O mar diariamente enfurecido,
O céu diariamente enevoado,
E o barco fatalmente conduzido
A um cais de morte sempre adivinhado…


Coimbra, 5 de Março de 1973

FB_IMG_1442573979455.jpg

10
Set17

Poesia e Fotografia 451

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

NEVE


O banquete é de fria solidão.
Mas vale a pena ser,
Num intervalo limpo de viver,
Conviva na toalha desta mesa
Lavada e posta
No chão da natureza,
E, deslumbrado, ter
O gosto da mais pura
Brancura
Que a fome das pupilas pode ver.


Serra da Estrela, 28 de Janeiro de 1973

serra_da_estrela_-_estancia-1-1.jpg

09
Set17

Poesia e Fotografia 450

 

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGEUL TORGA

 

NATAL

 


Fiel das horas mortas
Desta noite comprida,
Pergunto a cada sombra recolhida
Que sol figura o lume
Que da lareira negra me sorri:
O do calor cristão?
O do calor pagão?
Ou a fogueira é só a combustão
Da lenha que acendi?
Presépios, solstícios, divindades…

 


A versátil natureza
Do homem, senhor de tudo!
Cria mitos,
Nega os milagres que fez,
E depois, desesperado,
Procura o mundo sagrado
Nas cinzas da lucidez.

 


S. Martinho de Anta, 24 de Dezembro de 1972

22dez2012---pessoas-participam-de-ritual-em-celebr 

10778374204809304891.gif

08
Set17

Poesia e Fotografia 449

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

MIRAGEM

 


Nem a luz acredita!
Montes cumes e outeiros
Dum real e pesado panorama,
Transformados em ilhas flutuantes
Num mar de nevoeiro!
Inesperado,
Na madrugada fria,
Um mágico arquipélago acordado
Noutra geografia.

 


Serra da Pampilhosa, 10 de Dezembro de 1972

Outono Fotográfico 2017 - Natureza (4).jpg

07
Set17

Poesia e Fotografia 448

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MUGUEL TORGA

 

PLANALTO


Malhadas e vindimas.
Pão e vinho.
A liberdade colhe-se primeiro,
Em criança,
No monte descampado,
A jogar o pião e a fazer a trança,
Atento à voz do vento e à voz do gado.


Castanheira, Chaves, 16 de Setembro de 1972

2016 - Barroso (Salto II) (524).jpg

06
Set17

Poesia e Fotografia 447

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

REGISTO


Mar feliz do Algarve!
Calmo,
Azul,
Transparente,
Deitado no areal ao sol ardente
Como qualquer rapaz,
Despido
E adormecido
Sob o toldo do céu…
Que vento inquietador e pertinaz
Se arrependeu
E te deixou em paz?
Que lua te esqueceu?

 

 

Praia de D. Ana, 25 de Julho de 1972

2013 - Algarve 202.jpg

05
Set17

Poesia e Fotografia 446

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

TEJO


É um lento e majestoso
Caudal de claridade
Que corre no teu leito,
Rio perfeito
Como o dia a passar,
Largo, sereno, aberto,
Logo à partida, certo
De chegar…


Lisboa, Encosta da Ajuda, 3 de Julho de 1972

 

DSCF1492.jpg

04
Set17

Poesia e Fotografia 445

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

ORAÇÃO


Ondula, verde palmeira,
No pátio do Hospital.
Nessa graça vegetal
Que o céu olha desatento,
Dá-me, através da janela
Desta cela
De sofrimento,
A certeza de que a vida
Continua
Menos soturna e dorida
Lá fora, ao vento da rua.


Lisboa, Hospital de S. Luís, 25 de Junho de 1972

7980320726_6126e69c9c_c.jpg

Pág. 3/3

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Aqui há coração

    Poesia em cada palavra.

  • Anónimo

    Depois de ler o texto e do qual gostei imenso (poi...

  • Anónimo

    Depois de ler o texto e do qual gostei imenso (poi...

  • concha

    Herberto Helder! Tão Grande

  • Anónimo

    Um lindo poema cheio de nostalgia.Gostei muito.Par...

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub