Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

zassu

14
Jun16

Poesia e Fotografia 262

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

DESTINO


Sozinho, como um sapo que passeia
Por entre a noite cega que o não vê.
Arredo os reposteiros de silêncio,
E é mais silêncio ainda...
Mas prossigo esta ronda penitente
De sereno dum mundo adormecido...
Guarda dos versos de quem vive ausente
Dos tesoiros que tem no próprio ouvido.


Coimbra, 11 de Maio de 1953

DSC06557.jpg

14
Jun16

Poesia e Fotografia 261

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

APELO


Porque não vens agora, que te quero,
E adias esta urgência?
Prometes-me o futuro, e eu desespero.
O futuro é o disfarce da impotência...

 


Hoje, aqui, já, neste momento,
Ou nunca mais.
A sombra do alento é o desalento...
O desejo é o limite dos mortais.


Coimbra, 8 de Maio de 1953

universo-natural-atendimento-desejo.jpg

14
Jun16

Poesia e Fotografia 260

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

INSÓNIA


Cá estou de sentinela no meu posto.
Como não posso ver o inimigo,
Adivinho-lhe as formas e o poder.
Negra força que cerca o meu abrigo,
É um fantasma difuso a combater.


Por que razão quer triunfar, não sei.
Quando o senti no sono e acordei,
Já descera a viseira e arremetia...
Noite, sudário da desconfiança,
O véu que te protege a cobardia
É que tira grandeza à tua lança!


Coimbra, 28 de Abril de 1953

AZS_9053.jpg

 

 

13
Jun16

Poesia e Fotografia 259

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

CALENDÁRIO


Perde-se a vida, sem haver remédio.
Rói-nos o tempo como um cancro oculto.
A sombra que fazemos é o resumo
Do que fica de nós em cada hora.
Fumo
Desse lume irreal que nos devora...


Coimbra 20 de Abril de 1953

P5020397.jpg

12
Jun16

Poesia e Fotografia 258

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

EXEMPLO


Toda a tarde a pensar no meu destino,
E o rio, com mais água ou menos água,
Sossegado a correr
Num areal que o nega!
Que lhe importa que o chão do seu caminho
Seja seco e maninho,
Se ele é uma eterna fonte que se entrega?!


Coimbra 21 de Março de 1953

Areal-de-Melres_CMGondomar-983x550-2x3s01c7n9iwfmz

11
Jun16

Poesia e Fotografia 257

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

ESPERANÇA


Espremo o sol num poema, e bebo o sumo.
Pode muito esta humana fantasia!
Navegava a direito, no meu rumo,
Quando nisto,
A monção
Desviava-me das velas da ilusão
E atola-me num mar de calmaria!


Mas resisto,
Embebedo-me assim na solidão,
E aguardo que renasça a ventania...


Coimbra, 18 de Março de 1953

FB_IMG_1441142730165.jpg

 

09
Jun16

Poesia e Fotografia 256

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

VALA COMUM


Peço um poema à noite, um documento
Que me defende de ser acusado
De ladrão de mistérios e comparsa
Dos crimes que se dão durante o sono.
Meia dúzia de versos de amargura,
Que digam que fiquei na minha lura
No mais lúcido e mísero abandono.


Mas rompe a madrugada da semente,
Abre o dia,
E eu condenado como toda a gente!
Mostrei o atestado, e não servia...


Coimbra, 7 de Março de 1953

sunrise-827931_960_720.jpg

08
Jun16

Poesia e Fotografia 255

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

O CISNE


O cisne deu três voltas no seu lago.
Engomava o silêncio liquefeito...
A curva do pescoço, sobre o peito,
Tinha a doçura branca dum afago
De mão de desconserta a simetria...


Contam que Zeus um dia,
Num desejo de amante insatisfeito,
Se vestiu da ilusão daquelas penas...
Quem me diz que a divina fantasia
Não encontrou porta de saída,
E o cisne que ali passeia a vida
É um Júpiter de Atenas!...


Coimbra, 4 de Março de 1953

AZS_9544.jpg

 

07
Jun16

Poesia e Fotografia 254

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

PRESENÇA


Já na terra da morte me antevejo,
Horizontal eterna aos pés da vertical
Que consegui manter durante a vida.
Já sem traços humanos me adivinho
No espelho da lembrança de quem fica.
Já sem nenhum calor sinto os meus versos
Nas selectas que ensinam lentamente
A odiar os poetas.


Mas à tona do mundo, nesta hora,
Desenhando nos olhos de quem amo
E a arrancar os poemas do tutano,
Ou sou deus, ou me engano!


Coimbra, 18 de Fevereiro de 1953

alucinacao1.jpg

06
Jun16

Poesia e Fotografia 253

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

EMBALO


Balanço a minha vida no seu berço,
A ver se a adormeço.
Criança amargurada que não tem
O mais leve carinho de ninguém,
O sossego do sono era um começo...


Mas ela é que não cerra as pálpebras inquietas!
Gosta do mundo ou gosta de sofrer...
Alerta como um bicho perseguido,
Vai olhando o mesmo gesto condoído,
Até eu, de cansaço, adormecer.


Coimbra, 2 de Fevereiro de 1953

FB_IMG_1442187735062.jpg

Pág. 1/2

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • zassu

    Obrigado pela coreção.A. souza e Silva

  • Anónimo

    Capela do Socorro (https://viladoconde.com/capela-...

  • Anónimo

    Há decénios que Chaves está em dívida com Miguel T...

  • Fer.Ribeiro

    Sem comentários!

  • Anónimo

    Indique-me o seu mail, por favor.

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D