Sábado, 16 de Setembro de 2017

Poesia e Fotografia 456

 

 

POESIA E FOTOGRAFIA

 

POEMAS NOS DIÁRIOS DE MIGUEL TORGA

 

BREVE ADEUS


É um adeus que te digo num poema,
Continente solar,
Grande e fermente coração da terra!
É um adeus de poeta atribulado,
Que dos longes da História
E na carne dos seus
Veio ver a negrura
De um pesadelo.
É um adeus que, ao dizê-lo,
Se coalha nos olhos marejados,
E dói tanto
Que não pode ter versos demorados,
Que não pode durar além do pranto.


A voar para Lisboa, 12 de Junho de 1973

616552_afrika_priroda_peyzaj_derevo_kustyi_nebo_ob


publicado por zassu às 19:04
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13


25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Poesia e Fotografia 465

. Poesia e Fotografia 464

. Poesia e Fotografia 463

. Poesia e Fotografia 462

. Poesia e Fotografia 461

. Poesia e Fotografia 460

. Poesia e Fotografia 459

. Poesia e Fotografia 458

. Poesia e Fotografia 457

. Poesia e Fotografia 456

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

.tags

. todas as tags

.A espreitar

online

.StatCounter


View My Stats

.subscrever feeds